quinta-feira, 3 de março de 2011

SAUDADE







saudade lembra futuro
nos suspiros da esperança


Rio, fevereiro de 2011.







SILÊNCIO






há no dia que morre um silêncio
que prenuncia a noite
e açoita a imaginação

Rio, fevereiro de 2011