sábado, 20 de outubro de 2012

UM NOVO DIA




entre o sono e a realidade
desperto 
é manhã
sob azul

a distância toca o mar
em sonho ainda
a sensação de reviver
o tempo finito e o tempo sem fim

tanto por fazer
todo o prazer
ao inútil dever
nesse enleio lembro vagamente tudo

sonho com o sol
para aquecer
minha solidão
e tenho um dia inteiro ainda
para viver

Rio, outubro de 2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário